Redução da carga tributária é compromisso do governo com empresários, afirma Lula

Esforços para ampliar a competitividade das empresas brasileiras, especialmente as micro e pequenas, estão na lista de prioridades do governo federal. Pelo menos é o que declarou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante a abertura de um seminário no Rio de Janeiro nesta segunda-feira, dia 17 de maio.

De acordo com Lula, o Planalto deverá tomar medidas no sentido de racionalizar a carga tributária e também promover apoio às inovações empresariais. Para o presidente, grande parte das dificuldades enfrentadas pelas empresas se deve à inexistência de uma política industrial ao longo da década anterior.

Mudança tributária será gradual
Um dos incentivos que deverão ser dados ao setor empresarial brasileiro será, segundo o presidente Lula, a redução da carga tributária. Lula ainda acrescentou que a reforma aprovada em 2003 dará as condições para que haja uma redução da incidência de impostos, chegando até mesmo à cobrança de um tributo único de valor adicionado.

Aos que contestam a eficácia da reforma aprovada pelo Congresso no ano anterior, Lula declara: “a reforma é criticada por quem esperava uma queda imediata na tributação, o que não é possível, pois temos responsabilidades a cumprir, uma dívida que herdamos e temos que pagar”.

Um outro ponto que também deve ser trabalhado pelo governo federal diz respeito à eliminação da cumulatividade dos impostos. A idéia seria aproximar o modelo existente no país àquele aplicado em países desenvolvidos, onde o produto final é tributado apenas uma vez.

Inovações tecnológicas também são prioridade
Além de mudanças promovidas no sistema tributário, o governo Lula deverá dar um apoio às inovações tecnológicas realizadas pelo empresariado nacional. Segundo Lula, o Brasil não pode continuar sendo um importador de bens com alto valor agregado, destacando o fundo recém-lançado pelo Ministério de Ciência e Tecnologia que incentiva as inovações tecnológicas.

Neste sentido, Lula reafirmou o compromisso do governo em dar todo o apoio necessário para que as empresas nacionais de todos os portes possam desenvolver inovações em seus produtos e processos, de forma a obterem um melhor posicionamento no mercado.

Fonte: InfoMoney

Data da Notícia: 18/05/2004 00:00:00

Gostou do notícia? Compartilhe em suas redes sociais