Quase 100% das confecções de Minas no Supersimples

Em torno de 98% das indústrias do setor de vestuário de Minas Gerais deverão aderir ao Simples Nacional (Supersimples), de acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário no Estado de Minas Gerais (Sindivest-MG), Michel Aburachid. O setor está passando por um momento positivo, com crescimento de 5,11% registrado em maio sobre o mesmo mês do ano passado. O faturamento médio de grande parte das micro e pequenas empresas (MPEs) deste setor fica entre R$ 1 milhão e R$ 2 milhões. A faixa de receita bruta para adesão ao novo regime é de R$ 2,4 milhões.
“O teto para a adesão ao Simples Nacional poderia ser um pouco maior. Ao invés de se expandir, as empresas que migrarem para o sistema vão evitar superar esta faixa de renda bruta estabelecida com a criação de novas empresas, para incorporar o crescimento previsto”, explicou Aburachid. A criação de novos Cadastros Nacionais de Pessoas Jurídicas (CNPJ) pelos empresários do setor para garantir a expansão das MPEs e para que permaneçam no Supersimples, conseqüentemente, aumentará a arrecadação de impostos.

Fonte: Diário do Comércio - MG

Data da Notícia: 06/07/2007 00:00:00

Gostou do notícia? Compartilhe em suas redes sociais

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp