Discussão da tributária só no dia 6 de março

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou ontem, em seu pronunciamento, que está marcada para 6 de março uma reunião do governo federal com os governadores dos estados para discutir a retomada das negociações para ampliação da reforma tributária. “Queremos conversar com os governadores e com parlamentares, para termos uma reforma tributária mais ampla que reduza a burocracia”, disse.

Mantega afirmou que o governo quer acabar com a guerra fiscal e trabalhar em conjunto com os governadores para que o País tenha um sistema tributário mais moderno, que beneficie tanto os contribuintes quanto os governos estaduais e municipais.

O ministro defendeu a aprovação do projeto que cria a Receita Federal do Brasil (fusão das secretarias da Receita Federal e da Receita Previdenciária) e que a chamada Super Receita vai desburocratizar o processo de arrecadação.

Ele afirmou, entre as medidas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da economia, a continuidade de implantação do sistema público de escrituração digital e da nota fiscal eletrônica. “Se houver a colaboração de vocês (governadores), podemos concluir a instalação desses sistemas em dois anos”, disse o ministro.

Ele acrescentou que, com as medidas de hoje, mudou do dia 15 de cada mês para o dia 20 a data de recolhimento das contribuições ao PIS e à Cofins.

Fonte: Folha de Pernambuco

Data da Notícia: 24/01/2007 00:00:00

Gostou do notícia? Compartilhe em suas redes sociais