Sindicalistas pedem correção do IR em 55%

Terminou há pouco a reunião do presidente da Câmara, João Paulo Cunha, com sindicalistas que vieram discutir a correção da tabela do Imposto de Renda e com o deputado Carlito Merss (PT-SC), encarregado de fazer um amplo estudo sobre todos as propostas referentes ao tema que tramitam na Casa.

O presidente da CUT, Luís Marinho, afirmou que os sindicalistas – que se encontram ainda hoje com o ministro da Fazenda, Antônio Palocci – esperam uma resposta positiva do Governo em relação à defasagem da tabela, que atinge 55%. Também otimista, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, José Lopes Feijó, afirmou que o próprio presidente Lula já se comprometeu a alterar a tabela do IR quando foi a São Bernardo. Para ele, o fato de o Governo estar se reunindo com representantes dos trabalhadores já é um bom sinal, mas só conversa, observou, não adianta. “Ao não corrigir a tabela, o Governo está se apropriando de uma receita que não é dele, é confisco”, disse.

O representante do sindicato dos Bancários de São Paulo, Luís Cláudio Marcolino, afirmou que o presidente João Paulo garantiu na reunião que agilizará a votação do tema.

Fonte: Agência Câmara

Data da Notícia: 12/05/2004 00:00:00

Gostou do notícia? Compartilhe em suas redes sociais

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp